News Ticker

André e Eu no Swing parte 2

By Contos de Carol - quarta-feira, outubro 26, 2011

Quando entramos eu fiquei louca, tinha vários casais transando e enquanto uns transava outros ficavam olhando.
Estávamos com o desejo estampado no rosto. Aquele lugar cheirava a sexo, eu queria transar com outros caras, e realizar a fantasia do André , de me ver transando com uma mulher.
Eu estava ansiosa para começar a nossa orgia, estava com o desejo a flor da pele. Queria ver meu marido que amo tanto fudendo outras vadias, queria as ver gemendo com o pau dele enterrado em sua buceta, Enquanto eu estava sendo fudida por algum cara desconhecido mas que me proporcionava um enorme prazer.
Fomos observar alguns casais transando, estávamos loucos de desejo, queríamos nos misturar entre os casais.
Quando entramos em uma cabine vazia, André tirou minha blusinha me deixando com a minissaia e o espartilho, eu logo tirei sua calça e comecei a chupar seu pau, ele estava pulsando, quase não cabia na minha boca, ele socava seu membro ate eu engasgar, meu tesão estava tão grande que nem liguei só queria que outros casais nos visse e se juntasse a nos.
Após uns minutos um casal entra em nossa cabine e o cara coloca o pau pra fora e me puxa pelos cabelos para chupar seu membro, nossa que pau maravilhoso, enquanto isso a mulher dele começa e tirar minha saia, eu estava adorando aquilo e meu marido só se masturbava e olhava sua mulherzinha chupando um pau desconhecido e sendo chupada por uma mulher.
Ela me chupava tão gostoso, o marido dela me pede para ficar de 4, eu olhei para o André e ele aprovou. Fiquei de 4 como ele me mandou, nesse momento olho para trás e vejo que a mulher que me chupava esta colocando uma cinta com um cacete grande e grosso, eu sentia que minha buceta ia explodir de tanto desejo, ela se posicionou atrás de mim e enfiou seu cacete bem forte, eu estava tão molhada que nem senti dor, só sentia aquele pau  enorme me invadindo, eu gritava e gemia de tesão, pedia pra ela me fuder bem forte, nossos maridos olhavam para nos com tanto amor e desejo.
Enquanto ela me fudia, André se colocou atrás dela e deu uma chupada no seu cuzinho, ela gemeu bem gostoso, e ele enfiou seu pau no rabinho, aquela cachorra parecia estar adorando ser comida pelo meu marido, ela gritava, pedia pra ele socar com força e enquanto isso ela me fudia com bem forte, seu marido não aguentou de tesão, e colocou seu pau na minha boca, eu prontamente comecei a chupar aquele pau.
Estávamos alucinados o sexo e o prazer tomou conta de nos, estávamos em um ritmo frenético, eu não aguentava mais ser fudida pela buceta e pela boca, acabei gozando, o marido dela também gozou em minha boca eu bebi seu leitinho todo, não desperdicei uma gota se quer, meu marido logo gozou no cú daquela vagabunda.
Após gozarmos vestimos nossas roupas e fomos embora.
Depois daquele dia meu casamento com André ficou 100 % melhor, as vezes voltamos no clube e transamos com esse e outros casais......